Autarquia de Vidigueira quer suspensão do ensino presencial no concelho

Autarquia de Vidigueira quer suspensão do ensino presencial no concelho

Em comunicado a Câmara Municipal de Vidigueira informou que solicitou ao Delegado de Saúde do Concelho de Vidigueira a suspensão do ensino presencial.

Tendo em consideração o seguinte:

“Segundo os dados que recebemos todos os dias através da Autoridade de Saúde, o concelho de Vidigueira tem evidenciado nas últimas semanas um crescimento bastante significativo no número de infetados pelo vírus SARS-COV-2 no seio da comunidade, o que se tem repercutido nos agregados familiares. Além disso, no Relatório da Situação da DGS publicado a 04/1/2021, o concelho de Vidigueira está classificado como de risco extremamente elevado, facto de que a comunicação social tem feito grande alarde, prevendo-se, caso não hajam grandes alterações ao Decreto do Estado de Emergência, que, a partir de dia 8 de janeiro, teremos medidas mais restritivas aplicadas ao concelho”.

Esta situação está a gerar “elevada preocupação em toda a comunidade, principalmente a nível do ambiente escolar”.

Por outro lado, a autarquia considera que “no contexto atual, apesar dos nossos esforços e medidas implementadas, e mantendo o ensino presencial, o risco de contágio epidemiológico é bastante elevado ao nível dos estabelecimentos escolares e que se poderá transmitir às famílias e restante população. Fazemos ainda notar que muitos alunos têm necessidade de se deslocar para a sede do concelho diariamente em transporte público e municipal, pelo que eleva os riscos de contágio”.

“Existe ainda o risco de devido aos isolamentos profiláticos, a determinada altura, não existir pessoal auxiliar em número suficiente para garantir a manutenção das regras de segurança nas escolas”. Adianta o comunicado.

Assim, face a estes riscos, o município “vem solicitar a suspensão de ensino presencial no concelho e a implementação do regime de ensino à distância para todos os alunos do Agrupamento de Escolas de Vidigueira, ou seja, na educação pré-escolar, 1º, 2º e 3.º ciclos do ensino básico e da Escola Profissional (em complemento do pedido por esta já efetuado).”

A autarquia informa ainda que “o Município de Vidigueira, em conjunto com o Agrupamento de Escolas, reúne os meios e condições para garantir o ensino à distância destes alunos e à semelhança do que aconteceu no passado ano letivo, existe a possibilidade de acolher presencialmente os alunos cujos encarregados de educação sejam profissionais de saúde, de socorro, de forças de segurança ou de instituições com resposta de estruturas residenciais de pessoas idosas e creches. Entendemos que, com a adoção desta medida de suspensão do ensino presencial, que sugerimos vigorasse durante as próximas 2/3 semanas deste mês de janeiro, poderíamos proteger a comunidade local e ao mesmo tempo conter uma eventual difusão por contágio”.

Avatar
Redacção
ADMINISTRATOR
PROFILE