Vinho de Talha – Vidigueira prepara candidatura a Património Cultural da Humanidade

Vinho de Talha – Vidigueira prepara candidatura a Património Cultural da Humanidade

Região de vinhas e de vinhos, a Vidigueira e a Junta de Freguesia de Vila de Frades, distinguem-se pela oferta de vinhos de qualidade, factor que desenvolve a economia do município e da freguesia.

Com uma forte aposta no sector vitivinícola, a Vidigueira prepara neste momento a candidatura do Vinho de Talha a Património Cultural da Humanidade, informação partilhada com a Planície pelo presidente da junta, Diogo Conqueiro.

Também Vila de Frades – Capital do Vinho de Talha, distingue-se por esta marca que “tão orgulhosamente ostenta desde 2000, uma patente da Junta de Freguesia, que é um marco de todo o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por tantos produtores de Vinho de Talha que temos na nossa freguesia”, afirmou o presidente.

Mas se hoje, o Vinho de Talha e o seu fabrico artesanal e ancestral do tempo dos Romanos, faz parte da região, nem sempre foi assim. “Em 2000 quase se extinguiu, mas uma associação importantíssima para o desenvolvimento local chamada Vitifrades, volta a trazer à luz do dia, esta forma de fazer vinho”, explicou Diogo Conqueiro. 

Com a preparação da candidatura do Vinho de Talha a Património Cultural da Humanidade, este é mais um factor que contribui para a economia da região agrícola, à volta da vinha e do vinho. “Potencia outros sectores como o turismo, o atrair cada vez mais jovens, mais empresas que nos visitam e se fixam por Vila de Frades”.

Uma aposta do município e da freguesia naquilo que é uma das principais áreas de investimento: o vinho.      

Redacção
ADMINISTRATOR
PROFILE