Falta de médicos na região resolve-se com “incentivos e dedicação exclusiva ao SNS” João Dias, PCP

Falta de médicos na região resolve-se com “incentivos e dedicação exclusiva ao SNS” João Dias, PCP

Desde Agosto que o Partido Comunista Português tomou a iniciativa de reunir com diversas entidades relacionadas com a saúde e com a falta de médicos no distrito de Beja.

A Comissão Concelhia de Beja do PCP, organizou dia 19 uma consulta pública em duas freguesias de Beja, “Em Defesa do Serviço Nacional de Saúde Público Gratuito e de Qualidade” e as queixas que ouviu não são novas.

O deputado João Dias, aguarda para já “a reunião com o Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo”, onde espera ter “oportunidade de abordar uma solução para a falta de médicos no concelho de Beja principalmente, e todos os outros concelhos”.

E deu o exemplo da visita que fez recentemente a Ferreira do Alentejo: “Um concelho com aquela dimensão tem apenas três médicos. Estamos numa situação muito difícil e com tendência a alastrar”, advertiu.

Na sua opinião, a situação só se resolve com “incentivos e a fixação exclusiva” dos especialistas.

O PCP espera que haja uma resposta para a falta de médicos, através da reunião ainda por marcar com a ULSBA.        

Redacção
ADMINISTRATOR
PROFILE