Desemprego no distrito de Beja sobe 21 por cento, Moura acompanha a subida

Desemprego no distrito de Beja sobe 21 por cento, Moura acompanha a subida

Na Região Alentejo o desemprego aumentou 25% desde Fevereiro, quando do início da pandemia.

No distrito de Beja, o maior aumento em números absolutos aconteceu na capital. No concelho de Beja estão agora inscritas 1346 pessoas no centro de emprego, um aumento de 25 por cento em relação a Fevereiro deste ano. Os primeiros dois meses de pandemia deixaram mais 270 pessoas sem trabalho. Número que apesar de “suavizado” pelo recurso ao lay-off de dezenas de empresas, se deverá ter agravado durante o mês de Maio.

No que se refere ao concelho de Moura, em Fevereiro registavam-se 401 homens desempregados e 459 mulheres, num total de 860 inscritos no Centro de Emprego, já no mês de Abril este número subiu para mil desempregados, um aumento de 140 indivíduos.

Assim em Abril no concelho de Moura, registou-se 491 homens desempregados e 509 mulheres. O maior número de desempregados no concelho regista-se no grupo etário dos 35 aos 54 anos.

Comentários

Tem de estar registado para fazer comentários.