Água Castello abre museu ao público no início de 2020

Água Castello abre museu ao público no início de 2020

A Sociedade Central de Cervejas e Bebidas adquiriu no passado dia 1 de Agosto de 2019, 100% do capital da Mineraqua Portugal, que detém a concessão e a marca Água Castello.

A aquisição da concessão e da marca fortalece a presença da Central de Cervejas no mercado das águas minerais naturais em Portugal, reforçando um portefólio que já integra a Água de Luso e Água do Cruzeiro.

A Central de Cervejas vai assinar um protocolo com a autarquia mourense no âmbito da abertura do Museu da Água Castello ao público. A cerimónia será pública e terá lugar no próximo mês de Janeiro de 2020.

O Museu foi inaugurado em 2011, inserido nas comemorações dos 75 anos da unidade de Castello em Pisões-Moura, marco da passagem do local de engarrafamento inicial, dentro das muralhas do Castelo de Moura, para o local de engarrafamento actual.

O Director de Comunicação e Relações Institucionais do Grupo Central de Cervejas, Nuno Pinto de Magalhães, em entrevista à Planície, afirmou que “no fundo esta abertura, resulta da aquisição que a Central de Cervejas fez da Mineraqua, que tinha a concessão da Água de Castello e que já tem nas suas instalações um núcleo museológico. O museu da história riquíssima da Água de Castello e da sua relevância no contexto local, quer em Moura, no Alentejo e quer também a nível nacional, porque quando falamos da água, estamos a falar de uma marca icónica, histórica e de grande relevância para Portugal.

Existindo aquele núcleo museológico, de forma articulada com a Câmara Municipal de Moura, decidiu-se abrir à comunidade, não só às pessoas que vivem em Moura e no Alentejo, mas também a todos que queiram visitar.”

Nuno Pinto de Magalhães sublinhou ainda que “tem como objectivo a valorização da nossa marca, o conhecimento e a importância histórica da marca Castello na vivência da cidade de Moura.”

No que se refere às visitas o Director adiantou que “serão organizados grupos por visita, que têm como limite até 35 inscrições. As visitas, serão preferencialmente ao fim de semana e eventualmente durante a semana, com uma perspectiva de termos visitas mensais, abertas às comunidades escolares, grupo de turistas e curiosos que queiram conhecer.

A Câmara disponibiliza recursos humanos, no sentido de fazer o acompanhamento das visitas, nós disponibilizamos as nossas instalações e também a degustação dos nossos produtos.”

Recordamos que a Água Castello vendeu cerca de cinco milhões de litros no ano passado, o que representa uma quota de cerca de 7% em volume do mercado das águas com gás em Portugal (dados da AC Nielsen). A unidade de enchimento da marca fica em Pisões, Moura, ecossistema que confere características únicas e diferenciadas a esta água mineral natural gaseificada.

Comentários

Tem de estar registado para fazer comentários.